Projeto DWG

Como planejar uma reforma?

20/02/2017, by admin, in Gestão de obra | Planejamento de obra | Reforma, 0 comments

Experimente tocar no assunto de planejar uma reforma na sua casa com um grupo de amigos ou familiares. Provavelmente, quem já teve alguma experiência negativa com o assunto irá contar inúmeros casos sobre problemas com o cumprimento dos prazos ou o estouro de um orçamento inicial e recomendará atenção com fornecedores e equipe de mão-de-obra.

Esse tipo de problema é mais comum do que a gente imagina e, em alguns casos, pode gerar desgastes enormes como a paralisação de uma obra, troca constante de profissionais e o rombo na receita destinada para a reforma.

No texto de hoje vamos dar algumas dicas de como planejar uma reforma e minimizar as dores de cabeça com imprevistos ou situações desagradáveis. Boa leitura!

Listas: a melhor maneira de planejar uma reforma

Antes de começar o quebra-quebra na sua casa é importante ter uma visão global do que você irá precisar durante todo o período de obras. Caneta e papel na mão, é hora de começar a listar os itens que você deverá planejar antes de assumir um compromisso tão importante como uma intervenção na sua casa, por exemplo.

Dentre as planilhas que você deve ter em mãos, recomendamos a de materiais que serão gastos nas diversas etapas da obra (para facilitar na busca por um orçamento mais em conta) e os contatos de todos os profissionais envolvidos no processo. Tudo isso ajuda a fazer uma melhor gerenciamento da obra.

3 dicas para planejar uma reforma

1. Fique atento ao orçamento

Preste atenção ao total de recursos que você pode gastar com a obra. Anote as estimativas de despesa com materiais e mão-de-obra e substitua o que for possível para que tudo caiba no orçamento. É importante reservar uma quantia fixa (10% ou 20% do total de receitas) para evitar surpresas de última hora.

2. Busque referências

Ao longo da reforma você irá contar com uma série de profissionais: pedreiro, pintor, bombeiro hidráulico, marceneiro, eletricista, paisagista, arquiteto, engenheiro, entre outros.  Procure referências com conhecidos e tenha sempre mais de uma opção antes de fechar um acordo.

3. Monte um cronograma

Outra dica importante é montar um cronograma que contemple os principais momentos da obra, desde o projeto até o acabamento final. Com isso, você consegue se programar melhor para comprar materiais e evita com que algumas etapas do trabalho se atrasem demais.

Porque apostar em um gestão de obra profissional?

Talvez por desconhecimento ou falta de opção muita gente opta por tocar a própria obra na sua casa. Isso significa agregar uma atividade que demanda tempo e envolvimento diário para que tudo saia como o planejado. No entanto, isso deve ser conduzido de forma harmônica com a rotina atribulada do dia-a-dia, que envolve a família e a vida profissional.

Hoje em dia, crescem as opções de empresas que oferecem serviços de gestão de obra, o que agrega não só a realização de projetos (arquitetônicos, luminotécnicos, paisagísticos) como a coordenação da equipe de profissionais diretamente envolvida com a obra e o contato com fornecedores. A principal vantagem desse tipo de serviço é minimizar o desgaste e os problemas causados quando é o próprio cliente quem tem que planejar uma reforma em sua casa.

Se você quer conhecer outras soluções para sua reforma, entre em contato conosco e conheça nossos serviços. Até a próxima.